Busque abaixo o que você precisa!

Bruno Gonçalves rebate críticas de prefeito de Paraipaba

O deputado Bruno Gonçalves (Patri) rebateu, no primeiro expediente da sessão plenária desta terça-feira (21/05), afirmações feitas pelo prefeito de Paraipaba, Dimitri Batista.

Conforme explicou o parlamentar, o prefeito deu entrevista a um programa de rádio do município e teria feito críticas a ele e ao vereador Garcia da Zabelê. “O prefeito Dimitri se referiu ao vereador e a mim com ironias e disse que ira processar o vereador por se sentir ofendido com um vídeo gravado pelo mesmo”, relatou.

Segundo Bruno Gonçalves, Dimitri teria dito na entrevista que o vereador não realiza um bom trabalho nem por sua comunidade e que o deputado nunca destinou emendas para o município. “Quanto às emendas, nunca coloquei e não coloco. A gestão vive inadimplente. E se o vereador não fizesse um bom trabalho em sua comunidade, não teria tirado 202 votos para deputado federal, inclusive superando o candidato do próprio prefeito”, salientou.

Bruno Gonçalves relembrou ainda sua história de amizade com o vereador Garcia da Zabelê, que teve início em 1999 quando ele começou a trabalhar nas obras de um hotel que a família do parlamentar estaria instalando em Paracuru. “Ele era menor de idade e foi morar conosco, onde investimos em sua educação, tornando-se técnico em manutenção de ar condicionado. É um grande amigo”, defendeu.

Por fim, o deputado disse que entende que o prefeito possa ter se sentido ofendido com as palavras do vereador durante o vídeo, mas que representam o pensamento da população de Paraipaba. “Quero pedir a ele que aprenda a reconhecer e agradecer àqueles que amenizam o sofrimento da população, pois levei quatro ambulâncias, dois tratores, perfurei e instalei poços profundos, faço atendimentos em que mando o carro buscar e deixar, somando mais de 2 mil atendimentos e 500 cirurgias durante meu mandato”, frisou.

Em aparte, a deputada Fernanda Pessoa (PSDB) lamentou a postura do prefeito e relatou que também já destinou ambulância para o município, mas a gestão não retirou o veículo. “Enviei uma ambulância justamente pensando no transporte digno para os pacientes que são transferidos para Fortaleza e até hoje o prefeito não foi nem na Casa Civil assinar”, acrescentou.
LA/LF

Compartilhe